Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



1985 - 2015

por mvf, em 27.02.15

Li há dias e de raspão um artigo na "New Musical Express" que com elasticidade da ideia deu para o que segue. A NME escarrapachou on-line uma lista de álbuns lançados em 1985 que continuam a ouvir-se sem sacrifício passados 30 anos. Mais modestamente e para não massacrar o frequentador do estaminé, deixo em ordem aleatória alguns temas desses e doutros discos da Pop e do Rock que parece não terem ficado amolgados com usos e abusos. Alguns dos filmes - a que então se chamava tele-discos e agora clips ou vídeoclips - vão nas versões originais, outros são captados em concertos da época. Claro que haverá muitos outros mas daqui a 10 anos falamos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:58

"1974", de Filipe Verde

por jpt, em 23.02.15

filipe.jpg

 

 

Filipe Verde, antropólogo, professor no ISCTE, é, e cito-me, "dono da mais brilhante mente que conheço pessoalmente". Alguns dos seus textos profissionais estão disponíveis na sua conta da rede Academia, mas não está o seu "O Homem Livre", um livro super estimulante que tão urgente é reeditar.

 

Sempre o conheci escrevendo ficção. Agora publica o seu primeiro romance: "1974" (na Esfera dos Livros), que estará à venda na próxima semana. Nele cria uma distopia, um Portugal no qual o PCP tomou o poder após 1974. Num registo seco, nada "literato" mas também nada moralista, bota a realidade se assim. Numa breve saga familiar o abissal vácuo brotado n'"o homem [se não] livre", devastado pela verdadeira inexistência. Como se todos fossemos, e não o seremos?, apenas apanhadores de moluscos, confinados à desesperança da mera praia feita prisão.

 

E, deste modo, também falando das cumplicidades e namoros de hoje, das inconsciências "festejantes" da nossa vida, dos "homens livres" que nem o sabem ser nem, verdadeiramente, o querem ser. Os vizinhos, entenda-se.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:35

Ex-votos

por jpt, em 23.02.15

image (3).jpeg

 

Volta e meia os mais furibundistas do estatismo clamam que nada mudou, que isto está como nos tempos d'antes do 25 de Abril e coisas assim. Dislates que lhes rendem laiques, aplausos e, até, votos.

 

A semana passada fui pai. E cruzei um bocado a cidade, em regime de turista, a mostrar à minha filha a cidade que é sua sem que nela alguma vez tenha vivido. No rossio (D. Pedro IV) a meu pedido ela fotografou isto. Uns altares de ex-votos - uma estrutura metálica muito pirosa (L.O.V.E.) onde se engancham os tais ex-votos, agradecimentos/promessas de amor ou amizade, comprados ali mesmo na banca.

 

image (1).jpeg

 

 

Há décadas os ex-votos eram outros. Também esteticamente pirosos, menos hedonistas (o estilo de laicização a que a "classe média" portuguesa consegue aportar) pois ancorados no catolicismo popular. Há algumas semanas demandei Arcozelo e ali encontrei o culto da Santa Maria Adelaide, o recorrente cadáver incorrupto. Na capela ainda lá estão os ex-votos. Pedindo protecção para os soldados arregimentados para o ultramar e suas guerras, coisas de mães, namoradas e até pais roídos pela angústia.

 

Entretanto, desprezando estas coisas e quem as vive, os furibundistas, indignistas (e agora sirizistas), continuam a clamar que isto está como nos "tempos". Pois as pessoas (as "massas", o "povo" ou outra aspeável qualquer) são-lhes verdadeiramente indiferentes.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:39

Sons de lá 6

por AL, em 20.02.15

É maliana, filha de cantora famosa e chamam-lhe o canário de Wassoulou, região que se reparte pela Guiné, Mali e Costa do Marfim e onde as mulheres tradicionalmente cantam (e encantam) músicas de cariz feminino. Nesta, Oumou Sangaré chora a morte e a guerra.

AL

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:24

O Musgo

por jpt, em 19.02.15

Em 19 de Fevereiro fui viver para Moçambique, já lá tinha estado seis meses e tal em trabalhos. Foi em 1997, faz hoje exactamente 18 anos. Cada vez mais me convenço que errei agora, ao partir neste torna-viagem. Paciência, está feito. Telefonam-me de Maputo, a lembrarem a data, pretexto para a sorridente provocação "quando é que voltas?" em entoação de como se tivesse eu hora de chegada a Mavalane ... Sorrio, também, pois se nem visto tenho.

 

Para as machambas destes 18 anos e tal fico-me com este poema

 

 

Musgo

 

Dir-se-á mais tarde; 

por trémulos sinais de luz

no ocaso quase obscuro; 

se os templos contemplando

estes currais sem gado

ruíram de pobreza.

 

Dir-se-á depois

por púlpitos postos em silêncio;

peso também a decompor-se

no mesmo pouco som;

se desaba o desenho

da nave antes de fermentar

a cor da sua pedra,

como fermentam leite e lã

de ovelhas mais salinas.

 

Dir-se-á por fim

que nenhum tempo se demora

na rosácea intacta;

e talvez

que só o musgo dá, 

em seu discurso esquivo

de água e indiferença;

alguma ideia disto.

 

(Carlos de Oliveira, "Musgo")

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:45

Sons de lá 5

por AL, em 15.02.15

O miúdo é belga e lindo de morrer. Deixo-o aqui por esta homenagem a Cesária Évora (e também porque não consigo ouvir isto sentada e porque me leva ao ambiente das longas noites de Lisboa lá nos tempos, ali para os lados do Conde Barão...)

 

 AL

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:43

Sons de lá 4

por AL, em 14.02.15

São gémeas franco-cubanas e tão, mas tão, a minha praia que tive que as incluir nesta série. Mais ainda, este seu vídeo foi considerado um dos melhores vídeos africanos de 2014 e a elas chamam-lhes as “Yoruba doom soul sisters”.

Quem sou eu afinal para lhes recusar o estatuto de africanas horonárias? (seja isso lá o que for…)

AL

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:23

Dia de, dos e para namorados

por mvf, em 14.02.15

O dia de São Valentim universalmente consagrado aos namorados é data de reconhecida ternura para o comércio e  muito acarinhada aqui na chafarica. Fica uma lembrança para os atingidos pelas flechas de Cupido.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

Sons de lá 3

por AL, em 13.02.15

Eddy Kenzo é um dos artistas mais famosos no Uganda e esta música Sitya Loss foi um enorme êxito em todo o continente. Este video uma delícia que vale a pena ver.

AL

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:10

O Syriza é mau?

por jpt, em 12.02.15

troia.jpg

 

 

a) O secretário de estado dos assuntos europeus (do Ministério dos Negócios Estrangeiros), um rapaz Bruno Maçães tem uma conta no twitter - na qual se apresenta engravatado e afivelado como secretário de estado (sem o SEXA) - onde se tem dedicado a "mandar bocas" ao novo governo grego. A discrição mne nas vielas da amargura ...

 

b) O presidente da câmara de Lisboa, na corrida para futuro primeiro-ministro, perdoa 1,8 milhões de euros ao Benfica, enquanto legaliza ad hoc museu, piscinas e parque comercial do clube, tudo feito ilegalmente. A descrição anda nas cloacas da amargura ...

 

c) Santos Silva, o amigo íntimo de José Sócrates, ajudava financeiramente as amigas do dito ex-primeiro-ministro. Indiscrição sem descrição ...

 

O Syriza é mau?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:57

Sons de lá 2

por AL, em 12.02.15

Não é propriamente a minha praia, mas este homem na Nigéria é grande! Dizem ser esta a sua melhor música; aqui a deixo.

AL

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:59

 

 

 

 

 mosselbay#-2.jpgmosselbay#-1.jpg

mosselbay#-3.jpgmosselbay#-5.jpg

mosselbay#-13.jpgmosselbay#-7.jpg

 mosselbay#-12.jpgmosselbay#-14.jpg

  mosselbay#-8.jpgmosselbay#-15.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:51

Momentos Mastercard 5

por AL, em 11.02.15

Mãe, tu para mim és uma flor, diz o Benjamim encantado com as ternuras da progenitora. Cinco minutos depois zangado com a reprimenda da mesma acrescenta: Mãe, tu és uma flor… pausa… mas com veneno!

AL

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:58

Sons de lá 1

por AL, em 11.02.15

Hoje do Senegal e quem não der ao pé é surdo (ou coxo, vá!)

 

 AL

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:44

hom_capela_prog.jpg

 

Começa hoje em Maputo uma quinzena de actividades dedicadas a evocar José Soares Martins, ali antigo conselheiro cultural português e historiador (com o pseudónimo José Capela).

 

Para quem tiver curiosidade deixo ligação para dois breves textos que escrevi sobre a sua obra historiográfica, por ocasião do lançamento de alguns dos seus mais recentes livros: 

 

- "José Soares Martins, "Caldas Xavier. Relatório dos acontecimentos havidos no prazo Maganja aquém Chire, Moçambique, 1884";

 

- "José Soares Martins, "Conde de Ferreira & Cª. Traficantes de Escravos...".

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:06


Bloguistas




AL:





Tags

Todos os Assuntos




eXTReMe Tracker

Twingly BlogRank